Ronaldo: “O prémio The Best foi para o the best, que sou eu”

Cristiano Ronaldo concedeu uma entrevista ao programa El Larguero, da rádio espanhola Cadena COPE. O craque português foi claro quanto à justiça do vencedor do prémio The Best.

Houve muitas dúvidas e muitas campanhas contra mim, dentro e fora do futebol. Queriam atacar-me por todos os lados, mas a verdade é que o prémio `The Best´ foi para o the best, que sou eu“, atirou.

A campanha maldosa a que Ronaldo se refere deve-se às acusações de evasão fiscal de que foi alvo. O internacional português diz que conseguiu calar muita gente.

Quiseram-me fazer passar mal, mas quem não deve não teme. As bocas voltaram a calar-se outra vez, como sempre. Se tivesse de pagar os 15 milhões que diziam… Diverti-me imenso com os ignorantes que não sabem o que dizem, mas ao mesmo tempo fiquei triste porque faço as coisas bem e ajudo muita gente. Escolheram-me para esconder as coisas más que outros fazem, mas a Justiça faz sempre justiça”, afirmou.

Ronaldo não se esqueceu de Lionel Messi, tanto que no discurso após receber o prémio. Questionado se o craque argentino lhe teria felicitado, o goleador luso disse não ter o contacto dele.

Estás a brincar? Não tenho o seu número… Felicito as pessoas quando elas estão presentes e ele não esteve aqui. Por isso é difícil agradecer a uma pessoa que não está… Quando ele ganhou as outras Bolas de Ouro felicitei-o, mas ele hoje não esteve aqui“, concluiu.

Pode ouvir as declarações de Ronaldo na íntegra no vídeo acima.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR