edinho_setubal_sporting_2

Edinho: “Foi fácil bater Beto. Nos momentos decisivos não falho”

Edinho foi o homem que assumiu a responsabilidade de marcar a grande penalidade que iria garantir a vitória do V. Setúbal sobre o Sporting, no polémico jogo a contar para a Taça da Liga. Convidado a recordar esse momento, o avançado sadino refere que foi se grandes dificuldades que bateu Beto.

O Beto lançou-se antes de eu chegar à bola e foi fácil para mim, bastou-me mudar de lado“, afirmou.

Apesar da exigência do momento, Edinho não tremeu. O jogador diz mesmo que está habituado a conviver com esse tipo de pressão.

Devo confessar que nos momentos de grande pressão em que marco penáltis é quando estou mais calmo. Às vezes, bato nos treinos e falho e os meus colegas dizem-me: ‘fogo, falhaste’. Respondo-lhe que nos momentos decisivos não falho“, referiu.

Edinho adotou uma forma peculiar para marcar aquele penalti. Há quem diga que copiou Jonas, avançado do Benfica, mas o jogador de 34 anos negou essa tese.

“Ouvi alguns comentários a dizer que eu estava a imitar o Jonas. Já bato penáltis há mais tempo que o Jonas e aprendi a marcar desta maneira com o Meyong e o Maurício no Sp. Braga. Foi com eles que mudei a minha estratégia na hora de marcar”, concluiu.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailFacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR