Os Nossos Melhores lá Fora- Diogo Jota

Diogo José Teixeira da Silva, conhecido no mundo futebolístico por Diogo Jota nasceu a 4 de Dezembro de 1996 em Massarelos, desde muito pequeno mostrou talento para o futebol e aos 9 anos inscreve-se nas escolas do Gondomar, clube que representou até aos seus 17 anos de idade.

VÍDEO: Arrancada imparável de Diogo Jota dá no 3-0 contra o Arsenal

Destaque nas formações jovens do Gondomar, não passou despercebido aos scouts do Paços de Ferreira, que trataram de levar Jota para integrar a sua equipa de juniores.

Em 2013/14, na sua primeira época nos jovens do Paços faz 10 golos em 11 jogos, e começa a ser percebido como o maior talento desta equipa.
No ano seguinte começa o ano ainda nos juniores mas com 4 golos em 4 jogos, é chamado ao plantel sénior, estreando-se no dia 20 de Fevereiro de 2015, lançado por Paulo Fonseca.

Em 2015/2016, “rebenta” em Portugal, aos 19 anos assume-se como a principal estrela dos “castores” e faz 14 golos em 35 jogos, ajudando a equipa a alcançar um notável 7º lugar.

Dolores elogia Georgina e fala do casamento com Ronaldo

Começam a surgir muitos rumores, e Jota é apontado a vários clubes e chega a ser dado como certo no Benfica algo que nunca se veio a verificar.
O seu agente Jorge Mendes, ajuda na sua transferência para o Atlético de Madrid, onde nunca viria a ter uma oportunidade.

Sem espaço nos “colchoneros”, Diogo Jota é cedido por empréstimo ao FC Porto, e a camisola de um grande do futebol português não pesou, 38 jogos e 9 golos.
Na época seguinte, Diogo Jota volta a ser cedido, desta vez para disputar o Championship com a camisola do Wolverhampton.
Mais uma época de sucesso para o jovem, que disputa 46 encontros e faz 18 golos, sendo apontado como um dos valores seguros do clube, os “Wolves” exercem a opção de compra e contratam Jota por 8 Milhões de euros.

Advogados da mulher que acusa Neymar de violação abandonam o caso

Esta época 2018/19 era um verdadeiro teste para o atacante que teria de provar todo o seu valor ao mais alto nível na Premier League, e não desiludiu.
Juntamente com a sua equipa, que foi a verdadeira revelação da prova, Diogo Jota teve um impacto tremendo, formando uma excelente dupla com o mexicano Raúl Jiménez.

Os 10 golos e as excelentes exibições nos 37 jogos disputados mereceram a atenção de Fernando Santos que chamou Jota para o duplo embate frente à Ucrânia e a Sérvia na caminhada para o Europeu de 2020, contudo o jogador ainda não se estreou na equipa das quinas.

Essa estreia pode não demorar, já que o nosso seleccionador reconheceu a estrondosa época de estreia de Diogo Jota e chamou o jogador para a final-four da Liga das Nações.
Veremos se o jovem terá oportunidade de demonstrar toda a sua capacidade ao serviço da nossa seleção, porque talento ele tem de sobra.

Veja também:

Advogados da mulher que acusa Neymar de violação abandonam o caso

FPF paga 24€ a adeptos para apoiar João Félix na chegada a Espinho

VÍDEO: Félix insultado na concentração da Seleção: “Lampião de m****”

VÍDEO: Adversário ajoelha-se perante Ronaldo em pleno relvado

VÍDEO: Espetáculo de Ronaldo: Pontapé de bicicleta, fintas e o golo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR