Os Nossos Melhores Lá Fora- Bruno Alves

Hoje nos “Nossos Melhores Lá Fora”, trazemos o central, velho conhecido do futebol português, Bruno Alves.

Bruno Eduardo Regufe Alves, nasceu em 1981 na Póvoa do Varzim, filho do antigo jogador do clube da cidade, o brasileiro, Washington Alves.
Cedo começou a jogar futebol e com 13 anos entrou para as escolas do clube da Póvoa, lá permaneceu até aos 18 anos de idade, altura em que se transfere para o FC Porto.

Bruno, tem 2 irmãos que também seguiram percurso futebolístico, um deles o também central e seu irmão mais velho, Geraldo Alves que chegou a atuar no Paços de Ferreira, AEK, Steaua de Bucareste entre outros clubes romenos, o outro, Júlio Alves, o mais novo, atuava como médio centro, despontou no Rio Ave, atuou no Besiktas e Sporting B mas terminou a carreira em 2015 com apenas 24 anos.

Mas retomando o percurso de Bruno Alves, em 2000 entra para o FC Porto B onde perfaz duas épocas e é emprestado ao Farense durante época e meia, as performances chamam à atenção do Vit. Guimarães que traz o jogador por empréstimo, e na temporada seguinte em 2004/05 o jogador tem a primeira experiência no estrangeiro num empréstimo ao AEK de Atenas.

Pelo meio, Bruno vai sendo presença assídua nas seleções jovens, disputando o Euro sub-21 em 2002 e em 2004, e os Jogos Olímpicos em 2004.

Após 3 anos e meio de empréstimos, é com 24 anos, que o jogador consegue, na temporada de 2005/06, permanecer no plantel do FC Porto, mas apenas faz 11 jogos durante o ano desportivo.

Contudo, na temporada seguinte, com a chegada de Jesualdo Ferreira ao comando técnico dos Dragões a sorte muda para o jogador, que assume a titularidade e exibe-se a grande nível, estreando-se pela seleção num amigável frente ao Kuwait aos 26 anos.

Seguiram-se mais 3 épocas e meia de sucesso do jogador em Portugal, com vários títulos, e impressionando, pela dureza, força, e um jogo aéreo temível.
É já em 2010 que se transfere para a Rússia, para representar o Zenit, a troco de 22 milhões de euros.

Três épocas em São Petersburgo sempre a bom nível, e vai para o futebol turco, completando mais três épocas de Fenerbahçe.

No final da temporada 2015/16 é chamado para o Euro’16 por Fernando Santos e torna-se Campeão Europeu pela seleção uma conquista de relevo no panorama nacional.

Após o sucesso europeu e já com 35 anos, Bruno Alves ingressa no futebol italiano, no Cagliari assume a titularidade e impressiona, contudo no final opta por sair e representar o Rangers comandado por Pedro Caixinha.

A experiência não corre bem ao técnico português, Bruno Alves perde algum espaço com a saída do compatriota, mas mesmo assim realiza 25 jogos.

À partida para esta temporada, muitos eram aqueles que duvidavam da capacidade de Bruno Alves, pois sentiam que talvez a idade já se faria sentir bastante no corpulento jogador.
Contudo, Bruno, mostrou que não, foi para Itália novamente, um país onde jogam muitos veteranos, e optou por representar o recém promovido e histórico Parma, resultado: uma época a alto nível, foram 33 jogos e 4 golos ajudando o clube a obter o 14º lugar.

As performances de Bruno Alves foram tão espetaculares, que chegou a ser apontado à Juventus durante o mercado de Inverno.

Um jogador que sempre impressionou pelo porte físico e entrega ao jogo, “explodiu” um pouco tarde, mas conseguiu ter uma carreira significativa sempre a titular desde 2005/06 representando sempre grandes clubes e em ligas fortes, Bruno Alves, atingiu ainda 96 internacionalizações marcando 11 golos, sem dúvida uma das figuras do futebol nacional da última década.

Veremos o que se segue para o futuro do jogador, mas ao que tudo indica, o Parma não irá abrir mão do jogador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR