Top 7 Avançados em Portugal 2018/2019

Resultado de imagem para joao felix benfica

1º- João Félix- Benfica

O jovem que até ia começar a temporada com a segunda equipa do Benfica, acabou por beneficiar de lesões de Jonas e Castillo, para ter uma oportunidade nos comandados de Rui Vitória, estreou-se na segunda jornada em Agosto frente ao Boavista, entrando a 2 minutos do fim para substituir Cervi. Passados 3 dias, estreia-se nas provas europeias entrando para disputar os 11 minutos finais frente ao Paok no empate a 1 no Estádio da Luz.
É na terceira jornada do nosso campeonato frente ao grande rival Sporting que volta a ter uns escassos minutos no final do jogo, desta feita à procura do empate, o treinador lança-o a 20 minutos do fim, e eis que ao 86 minutos surge nas costas de Ristovski a cabecear para o empate das águias levando à loucura o Estádio da Luz, Félix apresentava-se ao mundo do futebol como um jogador talhado para os grandes momentos.
Até à saída de Rui Vitória, em Janeiro, Félix disputa 11 jogos em todas as competições repartidos por 251 minutos, o que na prática nem 3 jogos completos perfaz, muitas vezes atuando até como extremo esquerdo, ainda assim realiza mais 2 golos.
Com Bruno Lage, tudo muda para a jovem promessa encarnada, o treinador, que já o conhecia coloca-o a jogar como segundo avançado, e o “puto” começa a render de imediato ao bisar na estreia de Lage na vitória por 4-2 do Benfica frente ao Rio Ave em jogo que até tiveram a perder por 2-0.
O resto, já sabemos, o jovem foi marcando muitos e bons golos, com nota de destaque para uma grande exibição em Alvalade onde volta a marcar um golo, para o golo que empata o jogo no Dragão e para o primeiro hat-trick da sua carreira frente ao Eintracht de Frankfurt em jogo a contar para a Liga Europa.
Ao todo foram 43 jogos, 20 golos e 7 assistências que se traduzem num envolvimento em 21% dos golos encarnados no Campeonato.
As capas e as notícias não paravam, o jogador tornou-se a nova coqueluche do Benfica e a grande promessa do futebol nacional, em Março é convocado por Fernando Santos para a Seleção mas não chega a jogar, estando mesmo ausente do banco no jogo contra a seleção da Sérvia, por lesão.
Eis que é chamado para a Liga das Nações, após a conquista do Campeonato Nacional, e disputa o jogo da meia final a titular frente à Suíça, no jogo da final não sai do banco, mas para o seu currículo ficam desde já duas enormes conquistas numa curta carreira.
Com todo o alarido à volta do jogador, vários clubes internacionais estavam atentos ao jogador, e foi o Atlético de Madrid, num negócio intermediado por Jorge Mendes que contrata o jogador por 120 Milhões de Euros (mais 6 milhões em juros), tornando-o num dos Top 5 mais caros de sempre.
A temporada que se avizinha não será fácil para o jovem prodígio terá em cima o peso da transferência, ter de substituir Antoine Griezmann, tendo ainda por cima herdado a camisola 7 do craque francês, veremos como se sai Félix nesta aventura por Espanha, como mencionámos não será fácil, mas talento o português tem de sobra, uma ascensão meteórica em apenas 6 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR