“A FIFA não pode proibir-me de ir ao Mundial. Se eu quiser estar, estarei”

Depois de a Súécia ter falhado a qualificação para o Mundial 2014, Zlatan Ibrahimovic decidiu dar por terminada a sua carreira internacional. Ficou muito célebre a frase do gigante sueco, depois de consumado destino da sua seleção.

Um Mundial sem mim não vale a pena a pena ver“.

Volvidos quatro anos dessa tirada ao seu estilo, Ibrahimovic parece estar disposto a voltar a defender o seu país no Mundial da Rússia. No entanto a FIFA pode impedir esse desejo, algo que não parece importar ao jogador.

A FIFA não pode evitar que eu esteja no Mundial. Se eu quiser estar, eu estarei. Se eu quero jogar, jogarei. Não é uma decisão da FIFA. Trata-se unicamente da minha vontade de jogar“, afirmou em declarações à Eurosport.

Recorde-se que surgiram relatos de que a FIFA poderá proibir Ibrahimovic de participar no Mundial se o avançado sueco regressar à seleção. Em causa está um contrato publicitário do jogador do Los Angeles Galaxy com a casa de apostas Bethard – segundo o Código de Ética do órgão que gere os destinos do futebol mundial, os futebolistas não podem estar ligados a empresas do ramos das apostas desportivas.

Recorde o dia em que Ibrahimovic estacionou o seu Ferrari no lugar de Pep Guardiola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR