Jogadores do FC Porto festejam golo diante do Benfica

Ex-árbitro elege jogador do FC Porto entre os cinco mais irritantes

Mark Clattenburg, antigo árbitro, recordou a final da Liga dos Campeões de 2016, disputada entre Real Madrid e Atlético de Madrid.

Veja também: VÍDEO: Ex-Benfica: Ronaldo é só força. Eu sou mais habilidoso”

Os merengues adiantaram-se no marcador aos 15 minutos por Sergio Ramos, mas Carrasco empataria aos 79 minutos, levando a partida para prolongamento.

Ora hoje ex-árbitro reconhece que o lance do golo do Real Madrid foi precedido de fora de jogo.

O golo do Real Madrid foi em fora de jogo, ainda que por muito pouco. Só nos apercebemos ao intervalo. Era uma decisão difícil e o meu assistente falhou“, reconheceu.

Veja também: Colega de Ronaldo faz birra e recusa-se a voltar à Juventus

Clattenburg recorda que na 2ª parte teve alguns problemas com Pepe, que atualmente milita no FC Porto. O Atlético de Madrid dispôs de uma grande penalidade, que Griezmann acabaria por desperdiçar.

O central português discordou da decisão de Clattenburg, mas o inglês deu a volta à situação.

Ele ficou furioso disse-me num inglês perfeito ‘isto nunca é penálti, Mark’. Eu disse-lhe ‘o vosso primeiro golo não deveria valer’ e ele parou. Dois erros não fazem um acerto e nem nós, árbitros, pensamos assim. Mas os jogadores pensam. E sabia que se dissesse aquilo o Pepe ia aceitar a decisão”, recordou.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo estava a recomendar 7 exercícios aos fãs até que apareceu a pequena Alana

Mas houve uma espécie de segundo assalto entre ambos. Houve um lance em que Pepe caiu ao relvado após um choque com Carrasco. O teatro do central tirou o árbitro do sério. Graças a estes episódios, Clattenburg colocou Pepe entre os cinco jogadores mais difícies de arbitrar.

Pensei ‘és assim tão preguiçoso?’. O Pepe estava a rebolar no chão, a fingir. Tentou duas vezes para ver se expulsava alguém do Atlético. Com outro árbitro teria tido reação diferente mas eu estudei bem e sabia como ele era. É um jogador em quem não se podia confiar. Um jogo pode estar a ser fácil e, de repente, ele está a fazer alguma coisa“, concluiu.

Os restantes jogadores que o árbitro escolheu foram Craig Bellamy, Roy Keane, Jens Lehman e John Obi Mikel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR