Ex-Benfica associado a droga popular entre jogadores em Inglaterra

O diário britânico Daily Mail publicou um trabalho de investigação onde deu a conhecer que muitos jogadores ingleses estão a recorrer a uma droga ilegal chamada snus. Esta droga é proibida pelas agências antidoping, mas é muito popular entre os jogadores é muito popular.

Custa pouco mais de nove euros e chega a Inglaterra soba a forma de saquinhos de chá.

Maioritariamente composto por tabaco, os jogadores colocam os sacos entre o lábio e a gengiva e cada um fornece 27,7mg de nicotina, três vezes mais do que um cigarro normal. E tem vários sabores.

Segundo o Dr Toby Mundel, professor numa universidade da Nova Zelândia que fez uma investigação sobre os efeitos do tabaco na alta competição, a substância “potencia a atenção, a concentração e a força”. “A nicotina é um estimulante”, conclui, em declarações a Daily Mail.

A utilização desta droga está a crescer entre os jovens jogadores.

O número de miúdos que utiliza isto é assustador. Podemos muitas vezes vê-los a usar no banco… É terrível“, referiu um treinador.

Há jogadores profissionais que assumem que utilizam regularmente este produto. É o caso de Jamie Vardy, internacional inglês do Leicester City.

“Nunca gostei que fazer tudo certinho. Quando assinei pelo Leicester comecei a usar ‘snus’, que são pequenos pacotes de nicotina que se colocam nas gengivas por uns 10 minutos. Ajuda-me a relaxar. Há muitos jogadores que usam, mais do que as pessoas possam imaginar. Alguns até usam durante os jogos…”, escreveu o avançado na sua biografia em 2016.

Na 2ª divisão inglesa os jogadores utilizam esta droga, também para controlar o apetite.

É um desastre. Há jogadores que colocam o produto na boca antes e durante os jogos“, contou um treinador.

Um jogador de topo, cujo nome não foi revelado pelo jornal e que é um grande utilizador do produto, submeteu-se a um tratamento para curar um cancro nas gengivas.

O sueco Victor Lindelof, defesa do Manchester United que jogou no Benfica, já postou fotos do produto nas redes sociais, mas os red devils recusaram-se a comentar o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *