Ronaldo celebra golo ao AC Milan na Taça de Itália

Imprensa italiana rendida a Ronaldo: “O salva-vidas da Juventus”

Cristiano Ronaldo voltou a ser o abono de família em mais uma exibição à quem das expetativas da Juventus.

Veja também: Árbitro estrangeiro analisa o lance do penalti no FC Porto-Benfica

Desta vez na Taça de Itália, o internacional português apontou o golo do empate diante do AC Milan, em jogo a contar para a 1ª mão das meias-finais.

A imprensa italiana voltou a elevar o craque português, realçando o contraste exibicional em termos coletivos.

Veja também: VÍDEO: O momento em que Bruno Lage invade campo e Sérgio Conceição reagiu assim

Veja abaixo as análises dos jornais italianos.

Gazzetta dello Sport:

A Juventus viu-se amassada numa posse bastante estéril (…) e Ronaldo era servido a conta-gotas. (…) Foi preciso um penálti aos 90 minutos para [a Juventus] resgatar a partida. Ronaldo acertou com um remate em tesoura na área que terminou no braço largo de Calabria: consulta do VAR, CR7 na área e golo.”

La Repubblica:

“Aos 88′ o episódio que muda a partida: Ronaldo rematou, Calabria vira costas mas a bola acaba no seu braço, o VAR entra em ação e Valeri [árbitro], após rever a ação, assinala o penálti para a Juventus. Ronaldo não perdoa e faz o 1-1.”

Corriere dello Sport:

“Aos 90’ o episódio que muda o resultado: cruzamento de Bentancur, acrobacia de Ronaldo e remate rejeitado pelo braço largo de Calabria. Valeri revê o lance e assinala penálti. Cristiano não dá hipótese a Donnaruma e estabelece o 1-1 final que adia a decisão da qualificação para Turim.”

Sky Italia:

A Juventus evita a segunda derrota consecutiva após a da Liga com o Verona (…) com CR7 a responder no final ao golo de Rebic, obtendo um penálti com um remate acrobático intercetado pelo braço de Calabria que foi confirmado pela análise do VAR.”

Corriere della Serra:

O empate só acontece na reta final contra um adversário a jogar com 10, graças a penálti conquistado e convertido por Ronaldo, sempre ele, o salva-vidas desta Juve.”

Tuttosport:

Sarri certamente não pode satisfazer-se com uma posse de bola paciente como um chá inglês e ser salvo pelo golpe habitual de Ronaldo, que conquista um penálti e transforma-o com a habitual frieza mortal.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR