Messi arrasado: “Há jogadores que aparecem quando a papa queima”

Martin Liberman não foi nada meigo na avaliação do desempenho de Lionel Messi na eliminatória dos quartos de final da Liga dos Campeões entre a Roma e o Barcelona.

O conhecido comentador argentino considera que o craque do Barça mostrou uma vez mais que não aparece nos momentos decisivos.

A Roma não é um histórico da Europa. No entanto conseguiu. Fez três golos, afastou o Barcelona da Champions. Afastou da Liga dos Campeões a equipa de Messi. Não digo muito mais porque assim parece que tenho alguma animosidade contra Messi.

Todos ficam loucos com os três golos que ele marca às equipas pequenas e nos jogos decisivos às vezes não aparece. Qualquer um esperava que a sua prestação fosse superior. Tendo em conta as suas qualidades Messi é claramente um craque, mas hoje não deu. Tal como o Barcelona, que foi um desastre por inteiro. A culpa não é só de Messi, ainda que sempre se espere mais dele. De quem é que vocês esperam mais, de Messi ou de André Gomes?

(…) O Barcelona é uma equipa que mostra fragilidades, que tanto pode perder como ganhar e a verdade hoje [ontem] foi uma equipazinha. ”

Posteriormente Liberman recorda outros jogos importantes de edições passadas da Ligas dos Campeões para atestar a sua tese de que Messi falha nestas ocasiões.

“Em 2007, mano a mano com Liverpool o Barcelona é eliminado e Messi não marca golos contra os ingleses. Em 2008 também não marca ao Manchester United. Nas eliminatórias em que o Barcelona perde, Messi não marca nem na 1ª nem na 2ª mão.

Não discuto Messi, ele é um craque. Apenas digo que em alguns jogos em que precisas dele, não aparece.

Não marcou golos em 2010 contra o Inter de Milão, não marcou golos em 2012 contra o Chelsea, não marcou golos em 2013 contra o Bayern de Munique, não marcou golos em 2014 contra o Atlético de Madrid e não marcou golos em 2016 novamente contra o Altético de Madrid, não marcou golos em 2017 contra a Juventus, não marcou agora contra a Roma. Quando ele não aparece a equipa perde. (…) Há outros jogadores que aparecem quando a papa queima. Ele também apareceu em momentos cruciais“, referiu.

Posteriormente transportou este problema do craque do Barcelona para a seleção argentina, deixando votos para uma boa prestação no Mundial.

O que espero de Messi não é o golo contra o Irão, contra a Nigéria ou um golo em 2006 contra a Sérvia em que vencemos por 6-0. O que espero de Messi é que ele apareça contra a Suíça, a Bélgica, a Alemanha. Espero de Messi uma prestação muito diferente dos demais. Ele é um dos três ou quatro melhores jogadores da história”, concluiu.

Veja o vídeo abaixo.

 

Veja também o que Liberman tem a dizer sobre Cristiano Ronaldo.

“Ronaldo é um tipo terra a terra e tenho a certeza que Messi não é assim”

Na Argentina arrasam Messi e rendem-se a Ronaldo: “Não o invejem e desfrutem”

“Na Argentina cada vez que se fala de Ronaldo tem de se falar de Messi”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *