“Na Argentina cada vez que se fala de Ronaldo, tem de se falar Messi”

Cristiano Ronaldo protagonizou uma noite fantástica na vitória do Real Madrid sobre a Juventus. Uma noite que teve de tudo: um golo de antologia e uma ovação inesperada dos adeptos rivais.

O jogo correu mundo, inclusive à Argentina, onde Martin Liberman, conhecido comentador e apresentador daquele país, não se coibiu de mostrar a sua preferência por Cristiano Ronaldo. Naturalmente, fruto da rivalidade propalada pela imprensa, para os argentinos Messi é o melhor do mundo.

No entanto Liberman mostrou-se completamente rendido à noite do português.

Respeito muito Messi, mas tenho uma preferência por Cristiano Ronaldo, pelo seu jogo, pelo seu futebol. De maneira nenhuma é menos do que Messi. Não acredito que Cristiano Ronaldo seja mais do que Messi, mas também não acredito que seja menos, de maneira nenhuma.

Cristiano Ronaldo é um dos cinco jogadores mais decisivos da história. Além disso é um dos dois jogadores mais decisivos da história do Real Madrid, a maior equipa do mundo, juntamente com Di Stefano.

Sozinho marcou mais golos do que milhares de equipas do mundo. Está a bater todos os recordes. Já passou largamente a barreira dos 30 anos e continua a bater recordes. E não se conforma, não se contenta, tem um apetite voraz.

É um atleta de alto rendimento, é um atleta de elite, é um tipo que demonstra permanentemente convicção, desejo, amor, coragem, quer mais. Por tudo isso é líder, por tudo isso contagia, por tudo isso leva a sua equipa a uma vez mais cruzar fronteiras, a estar uma vez mais às portas de uma meia-final da Liga dos Campeões.

O que ele fez hoje [3ª feira], ao minuto sessenta e picos, numa jogada em que ele próprio lutou pela bola e depois a vai buscar com um pontapé de bicicleta maravilhoso deixa especado um dos melhores guarda-redes da história. Insisto, esta demonstração física, quando passas a barreira dos 30 anos, não assim tão simples de fazer. Depois perdeu alguns golos, fez assistências, deu um golo a Marcelo”, afirmou.

Posteriormente recordou que Ronaldo está entre as 10 melhores equipas com mais golos marcados na história da Champions.

“E que dizer desta estatística? Realmente escalofriante. Estas são as equipas que mais golos marcaram na história da Liga dos Campeões, a prova de clubes mais importante do planeta. Ou seja Cristiano Ronaldo sozinho, seria a 10ª equipa que mais golos marcou na história da Liga dos Campeões. Apenas superado pelo Real Madrid, Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United, FC Porto, Juventus, Arsenal, AC Milan e Chelsea. É impressionante”, referiu.

Liberman teve ainda a coragem de atirar-se aos seus compatriotas, que muitas vezes o criticam por defender o português, acusando-o de ser anti patriota.

Mas aqui na Argentina temos problema com ele porque ele é lindo, porque ficou com a miúda mais linda do mundo. Por isso tem que se desprezá-lo, tem que se destestá-lo tem que se atirá-lo ao tacho, e colocar sempre Messi acima dele, inclusivamente quando Messi não tem nada a ver.

Messi joga amanhã [4ª feira] e oxalá parta tudo e faça três golos à Roma e demonstre toda a sua categoria, sapiência e toda a sua capacidade, que obviamente a tem de sobra. Mas estou cansado que cada vez que se fale de Cristiano Ronaldo, tem de se falar Messi.

Eu falo de Cristiano porque me encanta, porque me apetece e porque para mim é tão bom como Messi. Estou cansado de que sempre que falo de Cristiano tenho de abrir parenteses e dizer ‘Atenção Messi é craque’. Nunca mais vou dizer isso. É a última vez que o faço. E convido a que você [espetador] pense o que quiser de mim. Para mim Cristiano Ronaldo está a par de Messi. Em Bolas de Ouro, em êxitos desportivos, em vitórias, em Ligas dos Campeões, em ligas.

Se para você Messi é mais do que Cristiano, está no seu direito, mas para mim estão a par. Podem chamar-me antipatriota, podem dizer o que quiserem. Porque eu nunca disse que Messi não era bom. Escutem bem. Lavem os ouvidos: o que eu digo é que eles estão a par. Não desprestigio nem retiro mérito Messi. O que faço é reconhecer o outro, que vocês o detestam, por tudo isto que disse antes. Tem a sua vida um pouco mais excêntrica, dizem que ele é apenas um produto do marketing.

Um tipo que fez 120 golo só na Liga dos Campeões e vocês pretendem reduzi-lo a história de que Cristiano Ronaldo é puro marketing. Se assim é metem-me pena, porque significa que de futebol entendem pouco e nada“, concluiu.

Veja o vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *