“Ronaldo não precisa de tanta nota artística para fazer o que Messi faz”

Jorge Jesus concedeu uma entrevista à Globo Esporte, onde revelou aquele que para si é o melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo.

Veja também: Jogador do FC Porto furioso com mulher ao descobrir que não era pai do seu filho

O treinador do Flamengo não tem dúvidas de que o craque português é o exemplo perfeito do que é aliar o talento ao profissionalismo e trabalho.

Para mim Cristiano Ronaldo é o melhor, não tenho a menor dúvida. É o símbolo do que é o futebol, do que é o golo. Ele não faz 10 ou 20, faz 30, 40, 50 golos. Messi é diferente, mais artista. E o Ronaldo não precisa de tanta nota artística como Messi para fazer o que o Messi faz. Neste momento são os dois maiores.

Penso que o Ronaldo devia ser um exemplo para todos os jogadores. Todos tinham que olhar para o Ronaldo, não pela qualidade, mas por aquilo que ele é como profissional, como ele chegou lá. Isso deve ser uma lição para todas as crianças que querem ser jogadores”, afirmou.

Veja também: Que dupla: Média de golos de Ronaldo na Seleção disparou com Fernando Santos

Convidado a eleger o melhor jogador da história, Jesus não se quis comprometer.

Eu nunca vi jogar Pelé, Puskás, Garrincha. Vi jogar Maradona, os últimos anos, Messi e Ronaldo, que são os dois extraterrestres do Mundo. Com estilos diferentes, mas fora do que é o normal. Está para chegar o fim deles, como é óbvio, todos chegam ao fim.

O melhor de sempre? Não sei. Maradona foi super. O meu ídolo foi o Cruyff. Messi é super. Ronaldinho Gaúcho também, como o Neymar, podiam chegar a esse patamar se tivessem a formação e a cabeça do Ronaldo“, referiu.

Veja também: Gesto de Ronaldo em campo que deixou jogador do Nápoles sensibilizado

O técnico português referiu-se ainda a Neymar, considerando que o brasileiro só poderá atingir o patamar de Ronaldo, caso mude a sua mentalidade.

Ou ele muda ou não vai chegar. Se o chip da cabeça dele não mudar, ele não vai chegar. Porque é o que eu disse, entre o prazer e a paixão do jogo, e o prazer de ter outras coisas fora do jogo, o que é mais importante? Se esta for mais forte, nunca vais ser o melhor. É isso que o Ronaldo tem, é o prazer, a paixão que é muito mais forte do que os outros prazeres fora do jogo. Ele também faz, mas sabe fazer. É a diferença”, concluiu.

Veja também: Toque de Midas: Juventus vai ter patrocínio milionário graças a Ronaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR