Wenger questiona mediatismo do técnico português e fala de Jorge Mendes

Arsène Wenger abordou o mediatismo de que os treinadores portugueses gozam atualmente. O antigo treinador do Arsenal considera que os técnicos lusos têm ligações fortes, nomeadamente através de Jorge Mendes.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo estava a recomendar 7 exercícios aos fãs até que apareceu a pequena Alana

Não quero denegrir a sua qualidade, eles são bons, mas têm ligações internacionais muito fortes. Vejam a influência de Jorge Mendes em tantos clubes europeus. O treinador francês não se vende e não se rodeia dos melhores agentes. As coisas mudaram, as ligações são essenciais. Em 1996 não fui para o Arsenal por causa de um agente, mesmo que houvesse um enorme ceticismo sobre a minha pessoa”, afirmou em entrevista ao diário desportivo francês L’Equipe.

Veja também: Colega de Ronaldo faz birra e recusa-se a voltar à Juventus

Atualmente a liga francesa conta com dois técnicos portugues: Paulo Sousa (Bourdéus) e André Villas-Boas (Marselha). Sobre este último Wenger reconhece a sua qualidade, mas realça que Laurent Blanc também merecia uma oportunidade.

Claro que André Villas Boas é bom, é mesmo muito bom. Mas e Laurent Blanc, não é bom? É incrível que ele não tenha clube, uma injustiça e um mistério. Blanc encarna o treinador francês que pode estar num grande campeonato“, concluiu.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo treina com o filho e não tem dúvidas: “Tal pai, tal filho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.