As razões que levaram à inocência de Ronaldo no caso Mayorga

Cristiano Ronaldo recebeu a notícia que mais aguardava no que diz respeito à sua vida pessoal. O internacional português foi ilibado das acusações de violação por parte de Kathryn Mayorga.

Veja também: VÍDEO: O que Félix mostrou em 28 minutos de estreia pelo Atl. Madrid

A Procuradoria de Clark County, de Las Vegas, EUA considera que as provas apresentadas pela norte-americana contra Ronaldo não são inequívocas.

“O Gabinete da Procuradoria de Clark County anunciou ter hoje ter rejeitado a acusação de violação contra Cristiano Ronaldo, por atos ocorridos há 10 anos.

Tendo em conta a informação disponível, as alegações de violação contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas, por não serem inequívocas, pelo que, não serão feitas mais acusações“, refere a Procuradoria.

Veja também: VÍDEO – Até fez faísca: Renato Sanches pegado com adversário

Recorde-se que as acusações de Mayorga contra o astro luso remontam ao verão de 2009. Depois de ter passado a noite com Ronaldo, a norte-americana acusou o avançado da Juventus de violação.

Veja também: Carrillo em definitivo no Al Hilal e deixa muitos milhões ao Benfica

A mulher acabaria por retirar todas as acusações, depois de ter chegado a um acordo com o futebolista par o pagamento de 375 mil dólares, numa altura em que Ronaldo acabara de se transferir do Manchester United para o Real Madrid.

Veja também: VIDEO: Sarri substituiu Ronaldo e a reação do português dá que falar

Em 2015 reabriu o caso com novas acusações e que agora acabaram por ruir perante a decisão da justiça norte-americana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR