Estádio da Luz cheio em jogo do Benfica na Liga dos Campeões

Benfica perto de cair sob a alçada do fair play financeiro da UEFA

O Relatório e Contas do Benfica relativo à temporada 2019/2020 revela que os encarnados registaram lucros 42 milhões de euros, um aumento de quase 50 por cento, naquele que é o sétimo ano consecutivo com resultados positivos.

Veja também: Imprensa estrangeira aos pés de Ronaldo após golaços e recorde histórico

O Benfica teve custos com pessoal, na ordem dos 85,66 milhões de euros, uma pequena descida face aos 88,253 milhões da época 2018/19.

No entanto o rácio entre os gastos com o pessoal e as receitas operacionais da SAD foi de 69 por cento em 2019/2020. Quer isto dizer que as águias estão muito próximas do limite dos 70 por cento imposto pelo fair-play financeiro da UEFA.

Recorde-se que na temporada passada o Benfica registava um rácio de 60 por cento.

Veja também: Um dos maiores escândalo no futebol? Marco Veratti que joga no PSG é uma mulher…

Contudo o Benfica justificou este aumento com a pandemia da Covid-19.

“[…] Neste exercício verificou-se um aumento da percentagem deste rácio face ao que tem sido habitual nas últimas épocas. Contudo o rácio continua a ser inferior ao limite máximo recomendado pela UEFA (70 por cento), o que significa que a Sociedade cumpre os níveis de eficiência sugeridos no âmbito do Fair Play Financeiro”, pode ler-se no comunicado enviado à CMVM.

Remunerações fixas e variáveis

As remunerações fixas passaram dos 56 para os 63 milhões de euros. No entanto houve uma queda nas remunerações variáveis (prémios de desempenho individuais e coletivos), que passaram dos e 16,7 milhões de euros para 7,2 milhões.

Veja também: VÍDEO: Ferdinand pica Ronaldo: “100 golos ainda não és tão bonito quanto eu”

Os objetivos desportivos que não foram atingidos na época passada explicam estes valores.

Quanto ao resultado operacional, houve uma melhoria de 65,5%, para 54 milhões de euros, segundo os números disponibilizados na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). As receitas da Benfica SAD ascenderam a 294,4 milhões de euros, um novo máximo, correspondente a um aumento de 20,5% face ao exercício anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.