Bruno Lage em conferência de imprensa

Bruno Lage dá a receita para o Benfica vencer o Lyon

Na antevisão à partida de amanhã diante do Lyon, a contar para a Liga dos Campeões, Bruno Lage revelou o que espera da equipa francesa.

Veja também:A mensagem solidária de Ronaldo para André Gomes

O técnico do Benfica acredita que os seus comandados terão pela frente um Lyon muito semelhante ao que se viu no jogo da Luz.

“Espero um jogo semelhante, é verdade que passaram alguns dias e jogos e as equipas tiveram tempo. O Lyon procura mais o jogo interior, ao contrário do que aconteceu na Luz. Poderá surgir em 4x3x3 ou 4x4x2 mas com dinâmicas semelhantes. Espero um jogo competitivo, como esperava todos os encontros desta Champions. Temos de mostrar a nossa força do coletivo. Foi o que aconteceu no primeiro jogo. Temos de ser uma equipa coletiva para vencer, essa é a nossa ambição e exigência.

É olhar para o último jogo, que foi muito interessante. Quando temos bola também nos atiramos para a frente. Aos 4′ com o golo do Rafa e com uma 1.ª parte muito boa, excelente até à saída do Rafa. Na 2.ª parte tivemos momentos bons e outros nem tanto. O Lyon apresentou-se forte na 2.ª parte, com uma dinâmica com muitos homens a chegar à frente. Ambas as equipas procuram o golo.”, analisou.

Veja também: VÍDEO: O momento da lesão ARREPIANTE da lesão de André Gomes

Lage não esconde que esta partida é de capital importância para as aspirações das águias na Champions.

Sim claro, numa prova tão curta quem perde os dois primeiros jogos não tem possibilidade de perder mais pontos. Já estávamos nessa posição no jogo anterior. Temos essa ambição e exigência. Queríamos fazer uma Champions à dimensão do historial do clube. Vamos fazer de tudo para vencer o jogo”, referiu

Veja também: “Dois anos depois a sombra de Ronaldo paira no Bernabéu”

Lage procurou explicar a rotação que impões no onze do Benfica, algo que tem sido alvo de muito debate esta temporada.

Rodar a equipa não é bem o termo que mais gosto. Tivemos de fazer alterações desde a Supertaça porque em todos os jogos temos perdido jogadores por lesão. Uma coisa é alterar para substituir, depois são situações em que depende do jogo. Por exemplo, por que é que Grimaldo jogou com Aves e Cova da Piedade? Porque estava há 25 dias sem competir. Tinha de jogar para não entrar sem competição na Champions. Por não jogarem na seleção não os podemos tirar da equipa. Uma coisa é certa: todos têm de ter rendimento. O rendimento conta muito e o lado estratégico também“, afirmou.

Veja também: VÍDEO: Jogador do Torino faz teatro ridículo para expulsar Ronaldo

Por último o treinador do Benfica abordou a situação de Raul De Tomas, considerando que o espanhol está diferente.

“Não é só no futebol, é na vida. Temos de estar sempre a pensar, independentemente do tempo que temos para a ação seguinte. Olhar sempre para as situações e uma forma equilibrada. O mais importante é o rendimento, coletivo e individual. Vejo o Raul tranquilo, é verdade que quando não se marca, e tendo isso como tema, pode influenciar um ou outro comportamento. Mas pelo registo no treino… a forma como ele e Seferovic estiveram durante 15 minutos a fazer exercícios de finalização, verifiquei o que vejo todos os dias. Toda a gente a trabalhar para jogar. Enquanto líder tenho de olhar para o rendimento coletivo da equipa”, concluiu.

Veja também: Mãe de Mayorga deixa sério aviso a Cristiano Ronaldo

Recorde-se que o Lyon-Benfica disputa-se amanhã, às 20h00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR