David Luiz nos seus tempos de Benfica

David Luiz: “Tive proposta do FC Porto mas não cuspo no prato que comi”

Na entrevista que concedeu à BTV, David Luiz recordou os seus tempos ao serviço do Benfica. O central brasileiro revela que nos primeiros anos de águia ao peito chegou a ter uma proposta do FC Porto.

Chegou o final do contrato e o Benfica diz para assinarmos por cinco anos. Falo com o meu empresário, que diz que há inúmeras equipas a oferecer 10, 15, 20, 50 vezes mais. E eu queria ajudar os meus pais. Tive uma proposta do nosso arquirival FC Porto, mas os meus pais disseram-me que não se cospe no prato onde se come. Assinei pelo Benfica e passados alguns meses parti o quinto metatarso. Passados três meses volto a jogar e parto no mesmo lugar. Imagina se fosse para outro clube? Não teria a família que tive no Benfica. O Benfica conhecia a minha família desde cedo, as pessoas começaram a viver a minha vida comigo e eu comecei a entender o Benfica”, recordou.

Veja também: VÍDEO: Georgina enche Mateo de beijos e Eva fica a reclamar atenção

O central lembrou ainda a estreia com a camisola encarnada, a 8 de março de 2007, nos oitavos-de-final da Taça UEFA, frente ao Paris Saint-Germain.

“Fomos para França e eu só queria mesmo estar entre os convocados para poder conhecer Paris. Nunca achei que ia somar minutos. Estava no banco, todo entusiasmado a ver um PSG-Benfica! Incrível o ambiente e eu todo feliz por estar a ver de tão perto. Quando o Luisão se lesionou, no final da primeira parte, nunca pensei que seria eu a ter de ocupar o lugar. O Fernando Santos olhou para o banco uma, duas, três vezes, até que me chamou para entrar. O meu mundo caiu em 10 minutos quando deixei que o Pauleta empatasse. No balneário, ao intervalo, uns olhavam para mim de lado como se me quisessem matar, outros com aquele ar ‘coitadinho do miúdo’. Achei que era o fim, que me iam mandar embora do Benfica. O Fernando Santos até me perguntou se queria que me substituísse. Mas voltei ao jogo e fiz uma grande segunda parte“, contou, entre gargalhadas.

Veja também: ÚLTIMA HORA: Coronavírus: Comunicado oficial da Juventus

De resto David Luiz reiterou o amor pelo Benfica.

Sempre disse que queria acabar a carreira no Benfica, mas não sei quando. Nunca vou dizer nada que estrague esta relação maravilhosa com o clube e vou sempre dizer a verdade. No futebol tudo muda muito rápido, o que hoje é verdade, amanhã não é. Mas o meu sentimento não muda e é verdadeiro: eu amo o Benfica e quero terminar a minha carreira no Benfica“, afirmou.

Veja também: VÍDEO: Rui Santos: “A Liga não acabou porque o Benfica não lidera”

O brasileiro, que atualmente representa o Arsenal, não descarta terminar a carreira de águia ao peito.

Quando voltar para o Benfica quero ter pernas para correr, para disputar competições e estar ao mesmo nível dos outros jogadores. Não vou para o Benfica para andar lá a arrastar-me. Por isso é que me cuido e preparo. Por isso é que hoje com 33 anos tenho números melhores do que tinha aos 28 anos. O Benfica é maior do que qualquer jogador: se um dia for bom para o clube, se o clube achar que posso ajudar, aceitarei com felicidade, mas terão de ser eles a querer. Voltar a entrar no Estádio da Luz com a minha camisola 23 do Benfica vai ser um dos dias mais emocionantes da minha vida“, referiu.

Veja também: Revelados os salários milionários de Ronaldo e jogadores da Juventus

No entanto David Luiz reconhece que atualmente as circunstâncias no Benfica são outras.

“Tenho de ter humildade. O Benfica tem hoje jovens muito bons e não precisa de mim. Têm ainda o Jardel que é incrível. Assumi este novo desafio no Arsenal e quero cumprir os objetivos a que me propus“, concluiu.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.