FC Porto defende-se da possível expulsão da Taça da Liga

O FC Porto arrisca ser expulso da Taça da Liga, por desrespeitar um dos regulamentos exigidos nesta competição. O 15º artigo refere que as equipas devem apresentar no onze dois jogadores formados localmente em pelo menos 45 minutos das partidas.

Ora os dragões lançaram Bruno Costa a titular no jogo com o Belenenses (o outro era Danilo), mas o jovem de 22 anos acabou por ser substituído aos 39 minutos.

No ponto 2, pode ler-se que “os clubes são também obrigados a incluir na ficha técnica como efetivos [titulares], em cada jogo disputado, pelo menos dois jogadores formados localmente”. No ponto 3, é determinado que “os jogadores incluídos na ficha técnica nos termos do número anterior têm que ser utilizados em pelo menos 45 minutos do jogo, salvo em caso de força maior”.

O FC Porto defende-se, alegando que Bruno Costa estava lesionado e que por isso viram-se forçados a substituí-lo.

o ponto 5 do mesmo artigo agrava a pena: “Se o comportamento previsto no n.º 2 ocorrer da terceira fase em diante da Taça da Liga, a sanção aplicável será, consoante os casos, a prevista nas alíneas a) ou b) no n.º 1 do artigo 76.º”. E a alínea a), que se refere a provas por pontos, refere uma “sanção de subtração de pontos a fixar entre o mínimo de dois e o máximo de cinco pontos e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 25 UC e o máximo de 100 UC”.

Caso fosse aplicado este castigo, o FC Porto ficaria fora da ‘final four’ da Allianz Cup, por troca com o Chaves.

A grande questão parece residir precisamente no ponto 2 do artigo 98 do Regulamento Disciplinar. Porque refere punição para “o clube que não incluir na ficha técnica como efetivos nem utilizar (…) durante pelo menos 45 minutos dois ou mais jogadores formados localmente”.

Pelo que a dúvida é: a obrigatoriedade de utilização durante 45 minutos refere-se exclusivamente aos jogadores lançados como titulares? Ou é necessário que haja dois titulares formados localmente e, simultaneamente, dois jogadores formados localmente a atuar pelo menos 45 minutos?

Caso seja esta a leitura, o FC Porto não violou este artigo, pois lançou Hernâni no momento em que Bruno Costa saiu, tendo em campo durante mais de 45 minutos dois jogadores formados em Portugal.

Veja também:

O fantástico gesto de Ronaldo com os funcionários do Real Madrid

VÍDEO: Os adeptos ainda estavam a chegar e Ronaldo já estava a marcar

Abel Ferreira explica aquele sorriso após o 6-2 no Benfica-Sp. Braga

Gesto solidário de Ronaldo com jogador vítima de racismo em Itália

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR