“O FC Porto fez um joguinho no domingo, nós andamos nisto há meses”

Jorge Jesus fez hoje a antevisão da partida de amanhã entre o Sporting e o FC Porto, referente à 2ª mão das meias-finais da Taça de Portugal.

O técnico leonino assumiu que não será fácil recuperar os jogadores para esta partida, depois do exigente jogo de domingo diante do Belenenses.

Baixas já havia antes do jogo do Restelo. Acrescentou alguma possibilidade de não termos alguns jogadores amanhã, hoje [terça-feira] vai ser o primeiro treino com os jogadores que atuaram no Restelo e o Sporting tem vindo de uma sequência de vários jogos, sempre a perder um jogador a cada um.

O importante é a forma como a equipa responde a estas situações. Uma equipa que está muito confiante, uma equipa junta, com vontade de fazer as coisas bem. Com jogadores que têm atuado mais ou menos, a resposta vai ser idêntica“, afirmou.

Aliás a frescura física tem sido uma constante nas conferências de imprensa e Jesus voltou a frisar que o Sporting tem estado em todas as frentes, pagando caro na sua condição física. Para Jesus o Benfica-FC Porto é apenas um “joguinho”, comparativamente com a temporada da turma de Alvalade.

Sporting e FC Porto vêm de vitórias. Estão ambos motivados, e nós mais fatigados, isso nem há discussão. O FC Porto fez um joguinho no domingo e agora joga na quarta-feira, já andamos nisto há meses.

Já estamos no limite, não há nada acima disto. Andamos a tentar que os jogadores não saiam dos jogos lesionados, que recuperem a tempo. Não há comparação entre o FC Porto jogar na Luz e aquilo que nós temos vindo a fazer esta época.

Jogámos com o Atlético, com o Paços, agora no domingo com o Restelo. Mas nós queremos estar aqui. É demonstrativa das decisões. Falta um mês para terminar e o Sporting tem estado nas decisões todas, quatro frentes. Ganhou uma, saiu nos quartos de final da Liga Europa, está nas meias-finais da Taça e ainda tem quatro jornadas do campeonato para disputar muitas coisas”, referiu.

Jesus destacou ainda a importância de jogar em casa para tentar dar a volta à desvantagem na eliminatória.

Todas as equipas são fortes em casa. O Real Madrid, por exemplo, o Sporting também é. Pensamos que amanhã [quarta-feira] isso vai dar-nos uma possibilidade de estarmos mais fortes. Se depois vamos conseguir tirar partido do fator casa… Acreditamos que sim. Isso também passa pelos adeptos, não só da vontade dos jogadores. Isso é um fator psicológico, emocional, traz outras variantes muito importantes. Sabes que os adeptos estão sempre na tentativa de poder ajudar a equipa a crescer durante o jogo. Isso é um fator emocional”, concluiu.

Recorde-se que na 1ª mão os dragões foram mais felizes, ao vencerem os leões por 1-0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR