Francisco J. Marques atira-se a Sporting e Benfica por casos de corrupção

No programa Universo Porto da Bancada, Francisco J. Marques abordou a alegada corrupção que envolve o Sporting no andebol.

“Como em todas as circunstâncias que envolvem a justiça, o FC Porto quer o esclarecimento cabal desta situação. A ser verdade, o FC Porto viu ser lhe sonegado um título. Convém recordar que no jogo no Pavilhão da Luz, Benfica-FC Porto, o FC Porto foi muitíssimo prejudicado. Com decisões completamente incompreensíveis, ao ponto de o FC Porto ter apresentado um protesto que a justiça desportiva não veio a considerar. Afinal havia mesmo motivos para que fosse analisado bem, porque havia mesmo marosca.

Já no encontro anterior, em Braga, foi um fartar vilanagem de agressões a jogadores do FC Porto, o que ditou a nossa derrota. A nossa equipa de andebol fez um percurso limpo na 1.ª fase e na 2.ª perdeu alguns jogos e permitiu a recuperação do Sporting. Não pode haver a mínima hesitação das autoridades. Se há matéria, defendemos para estes caso o mesmo para os que envolve o Benfica no futebol. Quem comete irregularidades destas tem de ser severamente castigado“, afirmou.

O diretor de comunicação do FC Porto deixou mais recados aos leões e não esqueceu o Benfica.

“Não pode deixar de haver perplexidade por, no seu comunicado, o Sporting demonstrar a arrogância de ser o único clube que luta pela limpeza no desporto. O FC Porto luta e tem-no demonstrado, por um desporto limpo. No futebol, mas também no andebol, basquetebol hóquei, enfim, todos os desportos. Se isto aconteceu, não vejo alternativa que não seja castigar severamente o Sporting, retirar-lhe o título e eventualmente atribuí-lo ao FC Porto. Não conheço regulamentos de andebol nem vou fingir que conheço. Isto precisa de ser esclarecido e investigado.

Já estará a ser há algum tempo, há depoimentos recolhidos, vamos ver o que acontece e, como nos casos que envolvem o Benfica, aguardar serenamente que as autoridades concluam a investigação e cheguem a alguma conclusão. Sendo verdade, tem de haver mão dura, e que sirva de exemplo. Estes comportamentos não podem existir no desporto, sem contemplações por ser o clube a ou b. Para nós não há diferença entre Benfica no futebol e Sporting no andebol“, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR