Jesus: “O presidente deu-me liberdade para convocar quem eu quiser”

Jorge Jesus abordou a crise que se instalou no Sporting após o jogo com o Atlético de Madrid, numa conferência de imprensa em que Bruno de Carvalho também marcou presença. O técnico leonino garantiu que não foi condicionado por Bruno de Carvalho, relativamente aos jogadores que iria chamar para a próxima partida.

“Tivemos uma reunião entre presidente, treinador e jogadores. Tudo o que se passou lá dentro fica no seio da equipa. Aquilo que é importante foi a liberdade que o presidente me deu para poder convocar os jogadores que eu quisesse, como é habitual. Eles ainda não estão convocados porque estou aqui, mas quando chegar à Academia e fizer o treino, vou convocar normalmente e naturalmente os jogadores disponíveis”, afirmou.

Jesus desmentiu aida a informação que dava conta da recusa dos jogadores do Sporting em treinar no apronto de ontem.

Não é verdade. Jogámos em Madrid, viajámos sexta de manhã para Lisboa, chegámos ao estádio e fomos fazer o nosso treino de recuperação. Recuperação funcional, passando pelo ginásio e a recuperação com outros fatores, banhos, massagens e todo o trabalho que a nossa equipa médica normalmente faz. Foi exatamente isso que passou. Não houve recusa de nenhum jogador. Era impossível isso acontecer comigo. Já aconteceu, mas quando era jogador, estava num clube com sete meses de salários em atraso e recusámos treinar. O Sporting é uma instituição com muita história. Os jogadores treinaram dentro da metodologia de treino do treinador. Fiz uma análise ao jogo de Madrid. Falámos do jogo de Madrid. Vimos alguns vídeos do jogo. Foi o nosso treino”, referiu.

O treinador do Sporting negou tanbém que tenha havido alguma nota de culpa imposta aos jogadores.

O Fábio estava enquadrado na nota de suspensão… Não houve nota de suspensão e serão convocados os jogadores disponíveis. Coentrão e Bryan tiveram problemas ao intervalo em Madrid. O Fábio vai ser reavaliado pelo departamento médico de forma a termos noção de como está. Depois do treino o nosso médico vai dar-me o diagnóstico. Se estiver em condições, vai a jogo”, concluiu.

Veja o vídeo da conferência abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *