Jogador do Farense esfaqueado já foi operado e está estável

Um jogador do Farense ficou com ferimentos graves depois de ter sido esfaqueado no pescoço, hoje de madrugada, numa zona de bares em Vilamoura, no concelho de Loulé, disse à Lusa fonte da GNR.

A mesma fonte adiantou que o que o suspeito de esfaquear o jogador, conhecido como Tavinho, de 24 anos, já foi identificado, esclarecendo que o caso passou entretanto para a alçada da Polícia Judiciária (PJ).

Horas antes de ter sido esfaqueado com uma arma branca, Octávio Alexandre Leal Barros tinha jogado contra o Olhanense no jogo que qualificou o Farense para o ‘playoff’ de subida à II Liga de futebol.

O crime aconteceu às 05:15 no Largo do Cinema, em Vilamoura (distrito de Faro), tendo estado no local elementos da Guarda Nacional Republicana (GNR), do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da PJ.

Contactada pela Lusa, fonte do gabinete de comunicação do clube remeteu esclarecimentos para mais tarde.

O jogador é natural de Almancil (concelho de Loulé) e joga como avançado no Farense pela segunda época consecutiva.

Entretanto Tavinho já foi operado e encontra-se estável, disse à Lusa o presidente do clube, António Correia.

Segundo o responsável, uma das facadas desferidas ao jogador “passou do pescoço até ao pulmão”, causando lesões, o que está a obrigar a que esteja a respirar com o auxílio de uma máscara.

“O jogador foi operado no Hospital de Faro, esteve nos Cuidados Intensivos, mas já saiu e neste momento está estável”, esclareceu António Correia, sublinhando que a situação é grave e que espera que “evolua favoravelmente”.

Fonte do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) adiantou à Lusa que o futebolista “está consciente”, mas neste momento “a sua situação clínica ainda inspira cuidados”, estando em observação.

António Correia disse ainda à Lusa que o jogador do Farense terá sido esfaqueado na sequência de uma discussão, cujo motivo desconhece, mas que não estará relacionada com o desporto ou com o futebol.

Segundo a GNR, o suspeito de esfaquear Tavinho já foi identificado, mas o caso passou entretanto para a alçada da Polícia Judiciária (PJ), que apenas confirmou à Lusa estar a investigar o crime.

Horas antes de ter sido esfaqueado com uma arma branca, Octávio Alexandre Leal Barros tinha jogado contra o Olhanense no jogo que qualificou o Farense para o ‘playoff’ de subida à II Liga de futebol.

Fonte: LUSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR