Paulo Gonçalves detido por suspeita de suborno no caso dos emails

Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, foi esta manhã detido pela Polícia Judiciária por suspeita de corrupção, segundo avança o Correio da Manhã e a revista Sábado. De acordo com a mesma publicação, o funcionário dos encarnados é suspeito de ter subornado três funcionários judiciais para lhe fornecerem peças processuais do chamado caso dos emails.

Também um técnico de informática do Instituto de Gestão Financeira e Equipamento da Justiça (IGFEJ) assim como outros funcionários judiciais foram detidos pela Unidade Nacional Contra a Corrupção da PJ por suspeitas de corrupção passiva.

Estes recolhiam informação do sistema de dados dos processos judiciais e faziam chegar a informação a Paulo Gonçalves.

Assim o assessor jurídico conseguia acompanhar cada momento da investigação contra o Benfica e antecipar as operações da PJ.

Além disso, os oficiais de justiça também terão passado a Paulo Gonçalves documentos de processos em que são visados dirigentes do Sporting e do FC Porto.

A PJ está também a realizar buscas em casas particulares, no Benfica e nos tribunais de Guimarães e Fafe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *