“Pinto da Costa levou o FC Porto à insolvência e por isso recandidata-se”

Miguel Sousa Tavares comentou a polémica entre os clubes da I Liga e a Altice.

Veja também: VÍDEO: André Ventura ataca Quaresma após rixa de ciganos no Seixal

A operadora de telecomunicações suspendeu o pagamento dos direitos televisivos aos clubes que patrocina relativos aos dois meses em que o campeonato esteve parado devido ao coronavírus.

FC Porto, Boavista, V. Guimarães e Rio Ave discordam desta posição, exigindo o pagamento dos meses em falta.

A Altice só admite pagar estes dois meses, caso tenha um desconto equivalente das mensalidades da próxima época desportiva.

Veja também: VÍDEO: Parece fácil: Habilidade de Ronaldo no treino da Juventus

Para Sousa Tavares não existe motivo para a operadora adotar esta posição.

Não consigo ver nenhuma razão jurídica, ética ou comercial na posição da Altice. Não consigo ver”, afirmou, lembrando que os meses de março e abril em que não se jogaram, passam para junho e julho.

Se os clubes apresentam o mesmo número de jogos não sei porque não paga“, acrescentou.

Veja também: Silvestre lembra como Ronaldo deixou Neville de boca aberta em Alvalade

O jornalista da TVI considera que o retorno publicitário aumentará consideravelmente para a Altice, dado maior interesse que este regresso do futebol gerará entre as pessoas.

As pessoas têm saudades em ver futebol e têm curiosidade em ver como as equipas vão aparecer, como se joga à porta fechada e vai-se decidir o campeonato“, referiu.

Veja também: VÍDEO: Rui Santos a Liga não acabou porque o Benfica não lidera”

Por último uma palavra sobre a situação do FC Porto, do qual se confessa adepto. Uma pequena farpa para Pinto da Costa.

Ainda hoje li que o presidente da SAD se recandidata exatamente porque levou o clube à insolvência. Portanto, recandidata-se por causa disso mesmo. Mas pronto. É outro tema para outro dia”, concluiu.

Veja também: VÍDEO: Ronaldo em velocidade explosiva e Cristianinho não quis ficar atrás

Veja o vídeo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.