Treinar o Atlético de Madrid? Eis a resposta de Jorge Jesus

Jorge Jesus concedeu uma entrevista ao diário desportivo espanhol Marca, onde abordou o jogo com o Atlético de Madrid, referente à 1ª mão dos quartos de final da Liga Europa.

O técnico do Sporting foi questionado sobre a possibilidade de vir treinar o Atlético de Madrid, sucedendo Diego Simeone.

“Não sei. Não posso dizer nada mais além de que Simeone está a fazer um trabalho brutal e não sei quais serão as suas intenções. Não posso falar de coisas que não passam por mim.

Não sei qual é o meu futuro. Estou num grande de Portugal e, como é óbvio, daqui só posso sair para um projeto que seja grande. Ninguém sabe o que acontecerá amanhã. As ideias mudam todos os dias e não gosto de fazer demasiados planos”, afirmou.

De resto Jesus deixou rasgados elogios ao trabalho do treinador argentino no comando técnico dos colchoneros.

É um autor. É nele que nascem as ideias do Atlético de Madrid. Lembro-me o que era a sua equipa quando chegou, e não era nada fácil contra Real Madrid e Barcelona, mas conseguiu competir a um nível altíssimo.

Tenho um respeito enorme por ele porque eu, em Portugal, também tentei interromper uma hegemonia que havia com o FC Porto, quando treinava outro clube [o Benfica]. E consegui. Agora, tento fazer algo parecido no Sporting e estamos a aproximar-nos”, referiu.

Sobre a partida de 5ª feira, Jesus não tem dúvidas de que saiu a fava ao Sporting.

É a equipa mais forte de toda a competição. Para mim, são os claros favoritos e têm todas as possibilidades de conquistar a Liga Europa. Já o disse antes do sorteio, mas nós somos uma equipa com muitos recursos e com qualidade. Podemos ganhar e passar a eliminatória, sem dúvida“, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *