ÚLTIMA HORA: Benfica arrisca castigo de mais jogos à porta fechada

O Benfica arrisca-se a ficar com o Estádio da Luz interdito por mais jogos, depois dos castigos aplicados em fevereiro e abril deste ano.

Veja também: Jogador do FC Porto furioso com mulher ao descobrir que não era pai do seu filho

Segundo adianta o diário desportivo Record, em causa está o comportamento dos adeptos encarnados, após o jogo contra o Santa Clara, que confirmou a reconquista do título.

Veja também: A resposta de Yacine Brahimi ao interesse do Benfica

Tudo terá começado quando a PSP deteve um adepto que se encontrava num bar a provocar alguns desacatos. Perante a ação da autoridade, outros adeptos juntaram-se e atacaram os agentes, que se viram obrigados a chamar reforços, enquanto se refugiavam no referido bar.

Veja também: “Os adeptos do Real Madrid mais teimosos achavam que a saída de Ronaldo já estava superada”

Comissão de Instrutores da Liga já está a analisar o processo e a formalizar a acusação, que seguirá para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, que por sua vez decidirá a pena a aplicar às águias.

Segundo consta no regulamento da FPF, caso sejam provadas as ofensas corporais aos agentes em “funções relacionadas direta ou indiretamente com a ocorrência de jogo oficial”, o Benfica arrisca-se a uma pena de interdição da Luz entre um a quatro jogos, além de uma multa.

Veja também: O dia em que Ibrahimovic estacionou o seu Ferrari no lugar de Guardiola

Caso seja considerado que os desacatos se inserem nas “ofensas corporais” (sem gravidade) a pena desce para apenas multa que pode atingir os 5 500 euros.

Fontes do Benfica, em resposta ao jornal desportivo, afirmam que o clube não foi notificado sobre o processo.

Veja também: Evra “desaconselha Messi” a aceitar o convite de Ronaldo para jantar

De recordar que os encarnados recorreram de todas as sentenças para o Tribunal Arbitral do Desporto, estando as penas em suspenso até decisão final do mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR