Vieira sofreu surto de amnésia na véspera de ser ouvido no E-Toupeira

Foi um surto de amnésia que levou Luís Filipe Vieira para o Hospital CUF Infante Santo na véspera do dia no qual deveria ser ouvido pelo Ministério Público como representante legal da SAD do Benfica. A notícia é avançada este sábado pelo jornal Correio da Manhã, que adianta ainda ter sido o advogado do presidente encarnado a notificar o procurador do internamento, prometendo para mais tarde um relatório da unidade hospitalar. Nunca o fez, acrescenta o mesmo jornal.

Citado a prestar declarações a 11 de agosto, Vieira sofreu um surto de amnésia na véspera, tendo o procurador aceite a explicação do advogado para o adiamento.

Segundo o que vem descrito no processo E-Toupeira, que deixou de estar em segredo de justiça, o advogado João Correia tentou, de várias maneiras, evitar que a SAD do Benfica fosse constituída arguida. Alegou que o Benfica não tinha conhecimento do que Paulo Gonçalves fazia ou não fazia, referiu-se a uma “campanha difamatória” e alegou mesmo que “seis milhões de adeptos seriam agredidos”. De nada valeu, o MP acabou por constituir a SAD como arguida, tendo ouvido dois outros representantes legais da sociedade desportiva do Benfica.

Veja também:

VEJA AS IMAGENS: Criticam Georgina por foto ousada e Ronaldo responde na mesma moeda

VÍDEO: Taça da Liga: Chaves surpreende FC Porto no Dragão

Pirlo critica Dybala e aponta Ronaldo como exemplo ao argentino

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

TAMBÉM PODERÁS GOSTAR